Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Sala de Imprensa > Notícias > Pesquisador do Ibict estabelece parceria com CWTS para estudo do e-Lattes e VosViewer
Início do conteúdo da página
Sexta, 13 Setembro 2019 13:02

Pesquisador do Ibict estabelece parceria com CWTS para estudo do e-Lattes e VosViewer

O pesquisador Ricardo Barros Sampaio, integrante da Coordenação de Tecnologias Aplicadas a Novos Produtos do Ibict e do Colaboratório de Ciência, Tecnologia e Sociedade da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), está realizando um estágio de pesquisa no Centro de Estudos em Ciência e Tecnologia da Universidade de Leiden (Centre for Science and Technology Studies - CWTS), na Holanda. O centro é uma referência mundial em estudos sobre a ciência.

“Estou promovendo uma parceria com o CWTS para trabalho de pesquisa e desenvolvimento de ferramenta conjunta do e-Lattes e VosViewer”, detalha Ricardo.

A proposta do e­Lattes é disponibilizar de forma aberta e fácil indicadores sobre a produção acadêmica brasileira, apresentando mapas e indicadores científicos que possam ser utilizados por estudantes, pesquisadores e gestores em Ciência e Tecnologia. O projeto é uma evolução do ScriptLattes, um algoritmo desenvolvido pelo professor Jesús Mena-Chalco (UFABC). O VosViewer, por sua vez, é uma ferramenta de software para a construção e a visualização de redes bibliométricas.

Antes do estágio no CWTS, Ricardo Sampaio esteve, no início de setembro, na Conferência Internacional em Cientometria e Informetria (ISSI 2019), realizada na Universidade de La Sapienza, em Roma, com o trabalho "e-Lattes: A new framework in R language for analysis of the Lattes curriculum".

Durante a ISSI 2019, o Ibict também esteve representado pelos pesquisadores Diego José Macedo, Janinne Barcelos e Ronnie Fagundes de Brito, da Coordenação de Articulação, Geração e Aplicação de Tecnologia (Cotec).

Considerada uma das maiores edições do evento até hoje, o ISSI 2019 reuniu 600 participantes - entre cientistas, estudantes, gerentes, administradores e outros profissionais de pesquisa - de mais de 40 países, para debater os avanços nos estudos métricos da Informação (com destaques para a webometria e altmetria).

Patrícia Osandón/Coordenação de Tecnologias Aplicadas a Novos Produtos (COTEA/IBICT), com informações da Cotec/IBICT.

Última modificação em Sexta, 13 Setembro 2019 15:14
Fim do conteúdo da página