Banner ACVCarinianaOasisbrManifesto

Programa de Comutação Bibliográfica (Comut)

Histórico

O Programa de Comutação Bibliográfica (Comut) é um esforço conjunto do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), por intermédio do IBICT e da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep); e do Ministério da Educação (MEC), por intermédio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e da Secretaria de Ensino Superior (Sesu). O Comut tem por objetivo facilitar o acesso à informação necessária ao desenvolvimento educacional, científico e tecnológico do País.

O Programa foi instituído pela Portaria nº 456 de 5 de agosto de 1980, pelo então Ministério da Educação e Cultura, tendo como responsável a Capes. No mesmo ano, em 5 de novembro, foi feito um Termo de Ajuste em que o IBICT passou a compor com a Capes a corresponsabilidade pelo Comut.

Em 5 de março de 2002, a nova Portaria conjunta nº 590 do MEC e do MCT adapta o Comut às novas estruturas administrativas e organizacionais de seus mantenedores. Esse novo marco legal instituiu o Programa junto à Capes e à Sesu (MEC) e ao IBICT e à Finep (MCT).

O sistema foi automatizado em 1996, tendo como resultado a melhoria de todos os procedimentos administrativos e operacionais, possibilitando maior agilidade em todo o processo de comutação bibliográfica.

Em outubro de 1998, em continuidade à modernização das operações de comutação bibliográfica no País, foi implantado, em âmbito nacional, um sistema de transferência eletrônica de documentos, com o propósito de acelerar o processo de atendimento ao usuário e ampliar a capacidade de atendimento das bibliotecas.

Atualmente, encontra-se em fase final de desenvolvimento um novo sistema com o objetivo de agregar novos produtos e serviços, adequando o Comut às novas tecnologias de informação e comunicação.